Pages

Ads 468x60px

.

segunda-feira, 16 de julho de 2012

OBESIDADE INFANTIL MERECE CUIDADO

Antigamente, criança bem tratada e saudável tinha que ser gordinha e rechonchuda. Hoje não é mais assim: sabe-se que o excesso de peso entre os pequenos pode trazer diversos danos à saúde física e emocional. Além dos prejuízos para a autoestima, aumentam as chances de ele desenvolver problemas ortopédicos, cardíacos, infecções respiratórias e outras complicações gerados pela obesidade na infância.

O número de casos de obesidade infantil tem aumentado consideravelmente. Segundo dados de 2010 da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 42 milhões de crianças com até 5 anos, em todo o mundo, apresentam excesso de peso.
Aqui no Brasil, uma pesquisa realizada pelo IBGE em 2009 constatou que 30% das crianças entre 5 e 9 anos sofrem com esse problema. “De acordo com essa mesma pesquisa, a obesidade infantil entre os brasileiros apresentou um aumento médio de 6 vezes nas últimas décadas”, alerta a nutricionista Deborah Masquio, membro do Grupo de Estudos da Obesidade da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Por isso, o assunto tem sido tratado com seriedade e merece cuidado!

De acordo com a psicóloga Patricia Spada, mestre em nutrição pela Unifesp, fatores hereditários e hormonais, tais como a ansiedade e a depressão, podem levar ao excesso de peso. “Mas a vida sedentária e a alimentação inadequada são os principais causadores dos quilos a mais. Para reverter esse quadro, a saída é mudar os hábitos da criança e tornar a rotina da criança mais ativa, além de incluir uma dieta saudável e equilibrada”, orienta.

Se você não sabe por onde começar as mudanças, siga estas dicas que previnem a obesidade infantil:


– Se o seu filho está acima do peso, procure a orientação de um médico. Ele fará uma avaliação e indicará o tratamento, esportes e a alimentação ideal para o seu caso.

– Crie uma rotina com hora para acordar, praticar algum esporte, brincar, almoçar e estudar. “Se seu filho ficar menos ocioso, terá menos tempo para comer bobagens em frente à TV evitando a obesidade”, comenta Adriana Souza, coordenadora da Escola de Esportes da Academia Bodytech.

– “Sempre que possível, faça as refeições em família, em um ambiente tranquilo e agradável. E não deixe a televisão ligada enquanto comem!”, avisa Patricia.

– “Lembre-se de que os pais devem dar o exemplo: evite o consumo de doces e frituras, siga uma alimentação saudável,incluindo frutas, legumes e verduras no cardápio, e pratique exercícios”, aconselha Deborah.


– Deixe que seu filho convide os amigos para brincar em sua casa. Que tal organizar uma gincana que envolva atividades como pega-pega, esconde-esconde, mãe da rua, corre cotia, rouba-bandeira, queimada? Assim, ele queima calorias enquanto se diverte!

– Incorpore a prática de atividades físicas ao dia a dia da criança. Chame-a para empinar pipa, andar de bicicleta, patins ou skate, ou levar o cachorro para passear. E depois de tanta diversão, ofereça um copo de AdeS para recuperar o pique e a energia. Em diversos e deliciosos sabores, a bebida à base de soja contém os nutrientes essenciais para que o pequeno se sinta animado e bem–disposto contribuindo no tratamento a obesidade. 

E sabendo disso AdeS apoia o Projeto Turma da Lancheira que é composto por palestras com as merendeiras dos CEUS e a peça teatral “O Maravilhoso Mundo da Alimentação Saudável” visando a conscientização sobre a importância de uma alimentação nutritiva e balanceada. A peça apresenta, de maneira lúdica, os melhores alimentos para as crianças e ensina como montar pratos do dia a dia e lancheiras saudáveis, saborosas e nutritivas.

0 comentários:

Postar um comentário