Pages

Ads 468x60px

.

domingo, 17 de junho de 2012

A Vestimenta da Mulher Cristã

"O Que vestir?"

III PARTE
Primeiramente, falamos sobre o que é o ser mundano, que é exatamente o oposto de ser aquilo que agrada a Deus. Sermos mundanos significa participarmos de qualquer prática que glorifica a nós mesmos e ao pecado, e facilita os planos do Diabo para nossa vida; assim como o sermos agradáveis a Deus traz glória a Cristo, exalta uma vida santa, e expressa submissão ao plano de Deus para nossa vida. A roupa mundana, então, é qualquer roupa que não glorifica a Deus por minha aparência; é aquela que se destaca pela sensualidade; ou se apresenta contra o plano de Deus, não mostrando diferença entre o homem e a mulher. 
(1 Cor. 3:16-17 ACF) Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espirito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá, porque o templo de Deus, que sois vós, é santo.”

No grego [ NAOS (templo) ], quer dizer lugar Santíssimo. Então o crente é o lugar santíssimo onde o Espirito Santo fixa residência, e também diz que o templo que é o crente é sagrado/santo sagrado é algo dedicado a Deus, que pertence a Deus onde Ele manifesta a sua gloria; uma crente que se veste sensualmente ou como homem de maneira a abrir mão de sua identidade dada por Deus, estará Deus manifestando a sua gloria nela perante os homens e os anjos? É obvio que não! (I Cor 6:19-20) “Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espirito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus e que não sois de vós mesmo? Por que fostes comprado por bom preço; glorificai, pois, a DEUS no vosso CORPO, e no vosso espírito, os quais pertencem DeusA presença de Deus no templo que é o corpo faz do corpo propriedade exclusiva dEle; é a sua casa onde elE manifesta a sua gloria; ora sendo assim o crente não pode ser entregue à imoralidade, sensualidade, libidinosidade, depravação, devassidão, torpeza, vaidade etc. nem a degradação da identidade dada por Deus. (Gen 1:27) “MACHO E FÊMEA OS FEZ.” ;(Deut. 22:5) “Não haverá traje do homem na mulher”
Examinamos (Deuteronômio 22:5) e (I Timóteo 2:9), que ensinam claramente que a roupa apropriada para uma mulher consiste em uma “traje honesto, com pudor e modéstia” [(decoro)]. Era somente para homens o “cingir os lombos” (Jó 40:7) depois de exposto suas pernas e a parte baixa das coxas, cobertas com calças. O frouxo e longo vestido da mulher era deixado solto e as calças nunca fizeram parte do guarda-roupa que Deus quis que as mulheres tivessem.
Pus-me a pensar: “Por que este tema é tão explosivo?” Já ouvi pastores pregarem contra a música do rock-and-roll e as pessoas traziam suas fitas cassetes e discos, e quebravam a todos eles. Já escutei pastores pregarem contra o álcool, pornografia, novelas, e toda classe de pecados vis, e nunca ouvi ninguém tentar justificá-los. Mas é só o pastor pregar contra as mulheres que vestem calças compridas, shorts, biquínis, saias curtas e vestidos/blusas decotados, de alcinhas, justos, transparentes, de barriguinha de fora, ou “reveladores”, e logo explode uma guerra mundial. Igrejas já se dividiram, amigos já se separaram e a obra de Cristo tem sido danificada porque muitas mulheres insistem em dizer que não há nada de mais nessas roupas da moda, enquanto Deus diz que . Porque é assim?
Homens afeminados, libidinosos, mulheres masculinizadas e depravadas, são certamente mais comuns hoje que em qualquer outro tempo desde Sodoma e Gomorra. No entanto, nunca ouvi falar de homens salvos insistirem em se vestir com roupa de mulher nem sensualmente em igrejas que pregam a Bíblia. Nunca vi homens serem convidados para vir ao altar deixar suas saias. Não é verdade? Isto não é um problema para os homens de nossas igrejas. Mas as mulheres que não querem renunciar a suas calças compridas e roupas sensuais têm sido responsáveis por muitas divisõesem igrejas. Milharestrocaram suas membresias ou completamente deixaram de ir a qualquer igreja porque as calças e as roupas sensuais tinham uma âncora inarredável, um lugar muito importante em seus corações.
Muitas irmãs não percebem ou não querem perceber que suas roupas sensuais que estão a mostrar todo o seu corpo, usando aquilo que Deus diz que à torna abominável, calças, e pior coladas e muitas vezes transparentes a exibir toadas as suas formas ( eu digo todas mesmo), suas saias curtas seus decotes suas blusas de alcinhas, principalmente quando usadas no Santuário na Casa de oração de Deus, lugar de reverencia, de respeito, de recato, de temor, de pureza, de meditação, de adoração etc. tiram toda a  atenção não só dos visitantes mas também dos seus irmãosem cristo. Sãorealmente usadas como pedra de tropeço por satanás.
E muitas vezes fora da igreja não são a luz do mundo, ao contrario expondo aquilo que é o templo do Espirito Santo, ou seja o seu corpo, ao vitupério, vergonha ao escárnio, quando à elas são dirigidas palavras obscenas pêlos homens incrédulos { lá vai a crentinha bla,bla,bla bla, não me atrevo a traduzir o bla,bla}e assim fazendo com que o nome de cristo seja blasfemado pelos gentios [incrédulos].
Muitas destas mulheres não se rebelariam contra a pregação de qualquer outro tema; mas teriam um ataque histérico se um pastor se levantasse e pregasse sobre (Deut 22:5)
dizendo que as mulheres não devem vestir-se com roupa de homem. É óbvio que o Diabo cravou fortes garras tem uma forte influência na vida de muitas mulheres mesmo salvas, nesta área. A santificação isto é, a separação do mundo em nossas normas de vestir, trará mais problemas para uma igreja do que qualquer outra coisa. Pergunto-me, novamente: Por que este é um tema tão polêmico?
Ao estudar este tema durante vários anos e examinar mais sobre o que a Bíblia diz sobre este assunto, tudo ficou mais evidente. Quando Deus deu as diferenças entre o homem e a mulher, Ele elegeu a mulher para que vestisse vestido e tivesse o cabelo longo, os quais são mais femininos. Deus ordenou que os homens se vestissem com calças e que tivessem o cabelo curto, os quais são por natureza mais masculinos.
A Bíblia é tão clara que podemos distinguir plenamente o que é apropriado e natural, a menos que nós nos tenhamos programado contra os ensinamentos naturais que Deus colocou dentro de nós. (1 Coríntios 11:14) diz: “Ou não vos ensina a mesma natureza que é desonra para o homem ter cabelo crescido?” A natureza nos diz que um homem deve ter cabelo curto e que o cabelo da mulher deve ser o oposto e deve distinguir-se facilmente do cabelo do homem.
As distinções que Deus exige haver entre um homem e uma mulher devem apontar plenamente para a diferença de posição que Deus espera para eles em Sua hierarquia de autoridade. (I Coríntios 11:3) diz: Mas quero que saibais que Cristo é a cabeça de todo homem, e o homem cabeça da mulher; e Deus a cabeça de Cristo.” Assim como o cabelo curto fala da posição e responsabilidade do homem, as calças, sendo identificadas como roupa masculina, se tornaram símbolos da autoridade do homem.
A hierarquia de autoridade era um detalhe muito pequeno no plano original de Deus.
Quando não havia pecado, não havia perigo de conflitos referentes a vontades ou direções. Mas tão logo entrou o pecado no mundo, a necessidade de autoridade e comunhão vieram com ele. Imediatamente depois da queda, em(Gênesis 3:16), Deus detalhou Seu padrão para a humanidade. E à mulher disse: Multiplicarei grandemente a tua dor, e a tua conceição; com dor darás à luz filhos; e o teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará.” 
Dr. Charles Keen, em uma de suas mensagens sobre o lar, disse algo assim: “Gosto que meus filhos reconheçam quem é o cabeça da nossa casa. E eles percebem e aceitam que o papai é o cabeça e que a mamãe está abaixo de sua liderança. Mas quando os dois estão cheios do Espírito Santo e operam em amor e consideração de um para com o outro, são poucas as vezes nas quais é necessário que esta hierarquia seja acionada e visivelmente demonstrada. Uma união perfeita, aquela que Deus quis originalmente para o matrimônio, não necessitou muito de uma hierarquia de autoridade. Mas hoje, como pecadores, temos que ter esta regra de autoridade em nossos lares. Mesmo que, quando o nosso propósito e desejo for unido, haverá pouca demonstração (a um espectador externo) de quem manda e de quem é submisso. Este é o tipo de clima amoroso que quero ver no meu lar”.
Com o pecado, foi asseverada a necessidade de autoridade e de submissão, e a Bíblia é clara em declarar que o comprimento do cabelo verdadeiramente feminil de uma mulher é uma manifestação da sua entrega interior à autoridade de seu marido. Imediatamente, depois destes versículos, a Bíblia segue dizendo: “Portanto, a mulher deve ter sobre a cabeça sinal de poderio, por causa dos anjos…Ou não vos ensina a mesma natureza que é desonra para o homem ter cabelo crescido? Mas ter a mulher cabelo crescido lhe é honroso, porque o cabelo lhe foi dado em lugar de véu.” (1 Coríntios 11:10,14,15 ACF). A palavra “poderio” significa “jurisdição”, privilégio, direito de governar” referindo-se a seu marido. Então, o cabelo longo de uma mulher mostra o direito de seu esposo ser seu cabeça, é isso que Deus diz através de sua Palavra!
Estes versículos nos dão normas específicas sobe o comprimento do cabelo de uma mulher. “Mas quão curto é curto e quão comprido é comprido?” Estou certa de que já ouvi esta pergunta antes! O cabelo de uma mulher deve ser suficientemente comprido para ser considerado um véu. 
Deus disse que uma mulher deve ter cabelo comprido. Primeiramente, é um símbolo externo de sua submissão voluntária a seu marido. Segundo, Deus nos disse que isto é por causa dos anjos. Talvez a questão do comprimento dos cabelos não pareça algo muito importante a outras pessoas; mas Deus disse que, na área espiritual, isto é muito importante, porque é observado por seres espirituais. Devemos concluir, então, que não só os anjos, mas também Deus e Satanás, observam o comprimento do cabelo de uma mulher e o significado que ele encerra.
Vejamos outra vez (I Timóteo 2:9 ACF): “Que do mesmo modo as mulheres se ataviem em traje honesto, compudor modéstia … A mulher aprenda em silêncio, com toda sujeição. Não permito, porém, que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o marido, mas que esteja em silêncio. Porque primeiro foi formado Adão, depoisEva. E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão.” (1Tim. 2:9,11-14 ACF)Deus nos mostra a relação entre o cabelo da mulher e sua voluntária submissão à autoridade dada por Deus. E nos mostra outra vez a relação entre uma mulher usando roupa pudica por fora e sendo submissa a seu esposo por dentro.
Imediatamente depois do mandamento para a mulher usar vestidos compridos e largos, se mostra outra vez a hierarquia de autoridade. Não somente nosso cabelo, mas também nosso vestido é um sinal exterior de nossa submissão interna a Deus e a nossos esposos.
Na parte dois, com a carta de um pervertido escrita a Ann Landers, mostrei qual é nossa resposta natural quando um homem se veste com roupa feminina. Ninguém nos ensinou: “Isto é mau! Isto é mau!” Ninguém teve que fazê-lo. Já sabemos que é mau. Tanto como a “natureza mesma nos ensina” sobre o comprimento do cabelo de homens e mulheres, assim também nos ensina que é tão mau para o homem usar vestido quanto é mau para a mulher usar calças compridas.
A Bíblia nos mostra a relação entre a submissão e a rebelião de uma mulher no modo de se vestir.
Calças compridas sempre têm sido símbolo do homem e de sua autoridade. Quando se procura um banheiro público, vê-se duas portas sem palavras nelas. Uma porta tem pintada a sombra de uma mulher com saia e a outra a sombra de um homem com calças.
Isto lhe causa dúvidas? Faz com que você se detenha em frente à porta e pense: “Qual é qual”? Claro que não! Já sabemos, pois calças têm sido associadas a homens, através dos séculos. Características e exclusivas dos homens. Mesmo o mundo o sabe; quando as pessoas não evangélicas vão batizar os seus filhos recém nascidos , se for uma menina compram uma calças ou vestido para o batizado? Vocês já assistiram quantos casamentos em igreja onde a noiva usava calças? Desde a muito as calças sempre foram vestes masculinas; e quem não conhece o adagio popular, você não honra as calças que veste? Este adagio é sobre o homem ou a mulher?
Infelizmente, hoje, porém, se tomássemos esses símbolos seriamente segundo o uso recente ( no caso do banheiro), necessitaríamos de apenas um banheiro porque quase todo o mundo se veste de calças compridas hojeem dia. Istochegará a ser algo muito comum: um só banheiro para mulheres e homens!
Por muitos anos, tenho escutado pessoas dizerem isto: “Não há dúvidas sobre quem veste as calças compridas nesta família.” As calças são um símbolo da autoridade do homem. Quando uma mulher se veste com calças compridas, mostra em seu corpo uma mensagem sobre o que há em seu coração. A Sra. Libby Hanford fez uma declaração de extrema verdade e poder quando deu título a seu livro: “Tua Roupa Fala Por Ti.” Amiga, a roupa que você usa diz muito de você mesma. Quase todas as pessoas que você vê todos os dias não se detêm para lhe falar, mas podem ler claramente a mensagem que você dá, pela maneira como se veste.
Então, que dizem suas calças compridas de você? “Eu sou meu próprio chefe. Eu tomo as rédeas, e meu marido ou meus parentes não têm nenhum direito de dizer-me o que fazer. Eu recuso obedecer à autoridade que Deus pôs sobre mim.” Isto é clara e simples rebelião. O primeiro pecado na História foi a rebelião. Satanás se exaltou a si mesmo contra Deus e caiu de sua grande posição no céu. Todo pecado que já se cometeu provém deste pecado.
O primeiro pecado da humanidade teve suas raízes na rebelião. O Diabo prometeu a Eva: “Sereis como Deus, sabendo o bem e o mal.” Parte da tentação que fez Eva cair foi o desejo de ser como Deus, não em santidade mas em poder e autoridade. Satanás animou Eva a compartilhar o pecado da rebelião e nos anima na mesma direção. Eu nunca compreendi porque o pecado de vestir-se com roupa de homem era tão grande abominação quanto as mais horrendas ações imagináveis. Eu não entendi isto, até que me dei conta de que o pecado da rebelião era a base de toda a questão.
De acordo com tudo que temos estudado na Bíblia, a mulher que veste calça comprida é claramente um símbolo de rebelião. É por isso que esta moda é uma das ferramentas favoritas usadas pelo Diabo. Note bem: depois de popularizadas, as calças compridas não saíram mais de moda, o que é o normal para todo artigo de vestiário. Calça comprida para mulheres é uma das seleções favoritas de “roupa mundana” que o deus deste mundo quer que usemos, porque indicam claramente seu pecado favorito: a rebelião.
Muitas mulheres são rápidas para citar I Samuel 16:7 “… o homem vê o que está diante dos seus olhos, porém o SENHOR olha para o coração.” Sim, é verdade. Uma pessoa que se cobre por fora, vestindo-se corretamente, mas cujo coração está cheio de maldade, não pode enganar a Deus. Deus olha o coração, mas isto não significa que Deus está cego à aparência externa. A Bíblia é muito clara em dizer-nos que nossa aparência é importante, se não fosse assim estes versículos não se encontrariam em suas páginas. Também não esqueçamos que “O homem vê o que está diante de seus olhos.” Não pode ver o coração, ouvi uma historia que certa vez um pastor chamou uma jovem senhora membro de sua igreja para aconselha-la sobre a maneira como ela estava se vestindo (com suas calças a marcar todo o corpo principalmente), após a exposição da palavra de Deus, ela lhe deu a seguinte resposta: Pastor Deus olha para o meu  coração! Ao que o pastor respondeu-lhe: Sim minha irmã mas os homens olham para o seu traseiro!
As pessoas não podem ver nossos corações para saber o que há dentro, mas elas podem discerni-lo pelo que estão vendo por fora.
Quando um caçador vê um pássaro gordo, com um bico grande e amarelo que caminha para o lago, mata-o antes de saber que animal é? Não, não faz isto. Você diz: “Ali vai um pato.” Agora, como se pode captar tanta informação sem ter visto o que havia por dentro? Será que Deus nos fez de modo que quase tudo que está por dentro possa ser identificado pelo que se vê no exterior?
Um livro é reconhecido por sua capa. O que está escrito na capa dá uma idéia geral do que se encontra em suas páginas. Ninguém colocaria por título “Como Cozinhar” na capa de um livro cheio de plantas de casas. Da mesma maneira, o que está dentro do nosso coração está claramente refletido para fora através de nossas ações, nossas atitudes e também nossa roupa. Se sua roupa fala por você, então o que está ela dizendo ao mundo?

0 comentários:

Postar um comentário