Pages

Ads 468x60px

.

segunda-feira, 11 de junho de 2012

RESPEITO – Uma das chaves para um casamento de sucesso


Respeite os pais e a família de origem do cônjuge. Em todas as palestras que dou eu repito esta frase: A sua qualidade de vida conjugal e a duração do seu casamento pode ser determinada pela forma como você trata os pais e a família do seu cônjuge. Em cada família existe alguma pessoa difícil com a qual aprende-se a conviver, porém, nada justifica quando ele ou ela trata a família de origem do outro com falta de respeito e dignidade. Casais inteligentes sabem respeitar a família do outro.

Saber se relacionar com os sogros e com os cunhados pode resultar em muitos benefícios para o relacionamento conjugal. O casal Abrahão e Bertha Grinberg no livro Sogras de Noras Aprendendo a Conviver dá algumas sugestões que podem auxiliar as noras a conviver de forma harmoniosa com a sogra:
a) Seja política, diplomática e tolerante.

b) Respeite, seja realista e não interfira.

c) Acate o direito da outra à privacidade.

d) Evite críticas, ofensas pessoais e interferências.

e) Conselhos, só quando solicitados. Não faça comentários sobre a casa da outra. Cada um tem seu estilo.

f) Seja cordial. Evite discussões. Use a discrição e resolva os problemas com sabedoria.

g) Presenteie a sogra/nora, quando puder. Uma pequena lembrança encanta e, muitas vezes custa pouco. Cuidado com a hipocrisia.

h) Evite competição ente ambas. Só rivaliza quem se sente inferior e inseguro.

i) Mostre com palavras, e principalmente com atos seus interesses pela sogra/nora.

j) Não queira se fazer de superior. Quem assim procede está escondendo um sentimento de inferioridade. Evite o ócio. Mantenha-se ocupada. Pessoa ocupada não tem tempo para coisas mesquinhas.

k) Não interfira na educação dos netos, a não ser quando a nora lhe solicitar ajuda e orientação. Mesmo assim cuidado.

l) Respeite seus sogros. Eles são os pais de seu marido.

m) O convívio com a sogra é facilitado quando o amor ao marido é verdadeiro e profundo.

n) Não sejam competidoras. Prefiram ser cooperadoras. Tudo neste relacionamento é uma questão de limites. Quando observados trazem equilíbrio e saúde emocional para todos. Quando quebrados, instala-se o caos.

0 comentários:

Postar um comentário