Pages

Ads 468x60px

.

domingo, 19 de junho de 2011

Mulheres piedosas



Modelos são tão importantes hoje em dia quanto sempre foram. O poder da influência nos possui desde o nascimento e imitamos o que observamos em nossa volta. Em nossas famílias, nós nos tornamos como aqueles com quem nos associamos, e os valores que os nossos colegas têm, muitas vezes, se tornam parte de nosso próprio caráter.
Pausando para refletirmos sobre a influência da mulher, uma chamada é enviada pela influência de mulheres piedosas.
Quando Deus trouxe a mulher para Adão, o fato da criação estar completa estava evidente. Pela criação da mulher, uma poderosa força de influência foi introduzida à humanidade.
A influência da mulher foi controlada pela necessidade de uma influência piedosa. A mulher piedosa é a que traz a essência da bondade, piedade e santidade para o mundo em sua volta. Paulo expressou este atributo em 1 Timóteo 2:10 – “porém com boas obras (como é próprio às mulheres que professam ser piedosas”).
É evidente pelas suas ações que ela é o exemplo de mulheres piedosas.
Tito foi instruído a ensinar uma doutrina firme para as mulheres mais velhas a ensinarem as mais novas a importância de sua influência como mulheres piedosas.
“ Quanto às mulheres idosas, semelhantemente, que sejam sérias em seu proceder, não caluniadoras, não escravizadas a muito vinho; sejam mestras do bem, a fim de instruírem as jovens recém-casadas a amarem ao marido e a seus filhos, a serem sensatas, honestas, boas donas de casa, bondosas, sujeitas ao marido, para que a palavra de Deus não seja difamada” (Tito 2:3-5).
A mulher piedosa é o exemplo de reverência e santidade no seu caráter e no seu trabalho.
Mulheres que se esforçam a serem piedosas não serão barulhentas, irritantes ou bagunceiras. Possuirão as características dos escritos de Pedro em 1 Pedro 3:3-4 “
Não seja o adorno da esposa o que é exterior, como frisado de cabelos, adereços de ouro, aparato de vestuário; seja, porém, o homem interior do coração, unido ao incorruptível trajo de um espírito manso e tranqüilo, que é de grande valor diante de Deus”. O que é importante (precioso) aos olhos de Deus é o que está dentro da mulher.
Mulheres piedosas possuem o espírito quieto da mansidão e tranqüilidade.
Pedro coloca Sara como um exemplo de uma mulher piedosa, como ela confiou em Deus, se submeteu a Abraão e foi chamada de “mulher santa”. O exemplo da mulher piedosa é mostrado em “honesto comportamento cheio de temor.... segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento” (1 Pedro 3:2; 1:15) Exemplos de mulheres piedosas se encontram em Rute, Ester, Sra. Noé, Maria a mãe de Jesus, Dorcas, Lídia, Febe e uma multidão de outras que permanecem como exemplos de vida santa.
Através do trabalho de mulheres piedosas que buscam se apresentar como mulheres santas de Deus no relacionamento de filha, esposa, mãe, avó e filha de Deus, o mundo pode se tornar um lugar melhor. Das mãos de mulheres piedosas podemos ver um poder de mudar o caminho da história.“Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de finas jóias.... muitas mulheres procedem virtuosamente, mas tu a todas sobrepujas.
CONCLUSÃO: Enganosa é a graça, e vã a formosura, mas a mulher que teme ao SENHOR, essa será louvada” (Provérbios 31:10,29,30). 



Freqüência : As mulheres cristãs sempre realizaram muitos serviços valiosos em conexão com as assembleias. Na verdade, não é exagero dizer que as assembleias não seriam o que são, nem poderiam realizar o que fazem, sem as irmãs. Sem tentarmos avaliar a importância relativa das várias esferas de serviço nas quais as irmãs ministram, alistemos algumas delas:
Em muitas Igrejas, senão em todas, a frequência às reuniões são muito maiores que a dos homens.
Suporte financeiro - Ninguém a não ser o Senhor sabe perfeitamente quem realmente contribui, e o que dão. Mas, podemos facilmente assumir que uma grande porção do suporte financeiro para a obra do Senhor provém das irmãs, particularmente das mulheres solteiras que trabalham fora de casa. Isto será revelado, reconhecido e recompensado no Tribunal de Cristo (Marcos 12:41-44; Mateus 6:3, 4).

Oração - A oração é a fonte do poder do testemunho das assembleias, e muitas mulheres cristãs são verdadeiras guerreiras da oração. Invisível aos olhos humanos, seus labores diante do trono da graça são bem conhecidos por Deus. O futuro, sem dúvida, revelará que muitos dos progressos da assembléia, e o poder e ganhos dos irmãos pregadores foi atribuído directamente às orações das irmãs.

Música - Embora algumas assembleias tenham homens pianistas e organistas, tais instrumentos são, mais frequentemente, tocados pelas irmãs. Os membros femininos do coral geralmente são mais numerosos que os masculinos, e, frequentemente, encontramos melhores vocalistas entre as irmãs que entre os irmãos.
Trabalhos com as crianças - Muitos adultos salvos recordam-se com gratidão das primeiras influências em favor de Deus recebidas de mulheres cristãs piedosas que fielmente ensinaram na Escola Dominical. Geralmente, a grande maioria dos professores de Escola Dominical são irmãs dedicadas. E em outras fases dos trabalhos com crianças uma enorme contribuição está sendo feita pelas irmãs nas assembleias.

Actividades sociais - Quando se trata de preparar comida, os esforços dos membros masculinos de uma assembleia geralmente estão limitados a um churrasco em alguma reunião social da igreja. Para todas as demais reuniões a assembleia depende do trabalho voluntário das irmãs.
Visitação - "Estava.. .enfermo e me visitastes" (Mateus 25:36). "A religião pura e sem mácula, para o nosso Deus e Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações" (Tiago 1:27). Eis aqui um ministério sem limites, tanto em possibilidades como em bênçãos. E está aberto a todos: evangelistas, pastores, ensinadores, anciãos, e irmãs. A visita simpática e gentil de uma irmã piedosa pode abrir mais corações que muitos longos sermões.
A declaração em Gálatas 3:28: "...nem homem nem mulher; porque todos vós sois um em Cristo Jesus," tem sido extraída completamente de seu contexto e aplicada à força à participação feminina nos cultos da igreja. Mesmo uma leitura superficial da passagem em Gálatas indica claramente que o assunto em discussão é filiação na família de Deus e não serviço na assembléia. A salvação não é afectada pelas distinções raciais, sociais, ou sexuais. Há uma salvação "comum" a todos (Judas 3) e as bençáos espirituais que são nossas em Cristo (Efésios 1:3) são propriedade de todos igualmente. Mas, na igreja, obviamente, temos "homem e mulher", caso contrário as exortações aos maridos e esposas não teriam qualquer significado (veja Efésios 5:22-33).

Deus é um Deus de ordem, e obediência à Sua ordem traz Sua benção. A desobediência traz o caos e a disciplina divina. No assunto de liderança, com sua inerente autoridade (como já vimos) a ordem divina é claramente declarada em 1 Coríntios 11:3:

" Porque eu desci do céu não para fazer a minha própria vontade; e, sim, a vontade daquele que me enviou" (João 6:38).
Que exemplo perfeito para todas as mulheres cristãs! Que privilégio seguir Seu exemplo!
Segundo, sujeição não indica inferioridade. Embora assumindo a forma do servo (Filipenses 2:7), e vivendo uma vida de obediência perfeita e dependência do Pai, Cristo não era de maneira alguma inferior ao Pai durante Sua vida de sujeição na terra. Ele era sempre Deus.
CONCLUSÃO: Ao aceitar o lugar de sujeição à liderança do homem, as mulheres cristãs recebem a alta honra de emular o Filho de Deus. E ao fazê-lo, demonstram aos bservadores angelicais a restauração da ordem divina de liderança que havia sido violada pela presunção de Lúcifer (Isaías 14:12-15), e pela desobediência de Adão e Eva (Gênesis 3).
fonte:http://www.ministeriomontesinai.com

0 comentários:

Postar um comentário