Pages

Ads 468x60px

.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

O que é colesterol e por que preciso me preocupar com isso?



Você vai ao médico para sua consulta de rotina, não tem nenhuma queixa, sente-se muito bem. Mas quando o profissional checa o resultado dos seus exames, vem a notícia: sua taxa de colesterol está elevada. E aí, confuso, você fica sem entender nada...
O que é o colesterol? É possível equilibrar a quantidade de colesterol no organismo? O que fazer para o excesso de colesterol não prejudicar o organismo? Descubra agora as respostas para essas e outras dúvidas e aprenda cuidados importantes para manter os níveis de colesterol sob controle.
O que é o colesterol?
“O colesterol é uma substância gordurosa encontrada em todas as células no nosso corpo. Ele é essencial para a formação das membranas das células,
para a síntese de hormônios, por exemplo, a testosterona, o estrogênio e o cortisol, e para metabolização de algumas vitaminas, como a A, E, D e K”, explica a nutricionista Roseli Rossi, da Clínica Equilíbrio Nutricional.
Existe colesterol bom e ruim?
Há dois tipos de colesterol:
O LDL (conhecido como ruim) leva o colesterol para as células e facilita a deposição de gordura nos vasos sanguíneos.
Já o HDL (chamado de colesterol bom) faz o contrário! Ou seja, promove a retirada do excesso de colesterol, inclusive das placas arteriais.
Quais são os riscos do colesterol ruim alto?
Altos níveis de colesterol ruim representam fator de risco para as doenças cardiovasculares. Isso porque seu acúmulo pode causar o estreitamento das artérias e, consequentemente, levar a um infarto ou a um acidente vascular cerebral (AVC). Para manter seu coração saudável é importante que a sua taxa de colesterol ruim (LDL) permaneça baixa, enquanto a de colesterol bom (HDL) fique alta.
Lembre-se de que realizar um checkup regularmente e seguir as recomendações de seu médico são passos essenciais para sua saúde. Separamos algumas dicas: aprenda a cuidar do seu colesterol alto.
Como manter os níveis de colesterol sob controle?
Alimentação saudável contra o colesterol elevado
“Consuma vegetais verdes escuros (brócolis, couve, espinafre), alaranjados (pimentão, abóbora, cenoura) e vermelhos (tomate, pimentão). Ervas e temperos também trazem propriedades nutricionais importantes para a saúde (salsinha, alecrim, pimenta, cebolinha, orégano). Coma mais frutas (de preferência consumidas com casca e bagaço), cereais integrais, carnes magras, sementes oleaginosas e azeite de oliva”, orienta Roseli.
Consuma fitoesteróis
O que são fitoesteróis? São componentes naturais presentes nos vegetais e óleos vegetais que, quando ingeridos na alimentação, diminuem a absorção do colesterol obtido por meio dos alimentos. Porém, para garantir bons resultados, é preciso que o  consumo esteja na faixa de 1,6 a 3 gramas por dia, e os vegetais não dão conta de suprir essa necessidade.
A boa notícia é que você pode encontrar alimentos enriquecidos com essa substância! Sabe onde? No creme Vegeta Becel Pro-Activ, por exemplo! Ele contém fitoesteróis, que bloqueiam parcialmente a absorção de colesterol no intestino e contribuem, assim, para a diminuição dos níveis de colesterol total e LDL (ruim).
Substitua as gorduras ruins pelas boas
Ao contrário do que muita gente imagina, nem todas as gorduras são ruins! “Há gorduras boas, que auxiliam no fornecimento de energia e também ajudam na absorção de vitaminas lipossolúveis. Por isso, é importante observar qual tipo você consome”, alerta a nutricionista.
Assim, evite alimentos que são fontes de gorduras saturadas e trans. Quando ingeridas em excesso, elas podem aumentar os níveis de colesterol no sangue. Uma opção para incluir no seu cardápio é Bebida Láctea Becel, que contém óleos de canola e soja em sua fórmula, ingredientes que contribuem com as chamadas “gorduras boas”, incluindo ômega 3 e 6, que auxiliam na manutenção do colesterol sanguíneo e na saúde do coração. Além disso, não contém adição de açúcar, possuí 94 calorias por porção individual e pode ser consumido por toda a família.
As gorduras saturadas (ou ruins) estão presentes, por exemplo, na manteiga, no creme de leite, nas carnes, entre outros alimentos de origem animal. Já as gorduras boas (mono e poli-insaturadas) podem ser encontradas nos óleos vegetais e nos produtos derivados desses óleos, como as margarinas, a maionese e os cremes vegetais.
Invista em hábitos saudáveis
Mudanças no seu estilo de vida são algumas das alternartivas para tratar o colesterol ruim. Um exemplo disso é praticar uma atividade física. Mas se não gosta de academias, nada de desculpas! Deixando de lado velhos hábitos da sua rotina, você pode incorporar a atividade física ao seu dia a dia sem perceber! Confira as dicas de como se exercitar sem ir para a academia.
Para combater o colesterol ruim vale ainda andar de bicicleta, dançar, praticar yoga ou pilates. Outro conselho importante? Leve uma vida sem estresse! Procure relaxar, ouça uma música gostosa e divirta-se com seus amigos. Enfim, seja mais feliz.
Fonte - Portal Vital

0 comentários:

Postar um comentário