Pages

Ads 468x60px

.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Cuidados no frio – Conheça a diferença entre gripe e resfriado e os cuidados que devemos tomar durante as baixas temperaturas

Durante as estações Outono/Inverno, as instituições de saúde costumam registrar um expressivo aumento na incidência de casos de gripe ou resfriado. Porém, a maior parte da população não conhece a diferença clínica entre essas doenças, o que pode ocasionar complicações em seu processo de evolução se o diagnóstico não for correto. Para tirar dúvidas sobre diagnóstico, prevenção e tratamentos mais adequados, o Dr. Roberto Rodrigues, pneumologista do Lâmina Medicina Diagnóstica/ DASA, comenta o assunto.
“O resfriado e a gripe são doenças autolimitadas, o que significa que evoluirão para a cura mesmo sem o uso de medicação, na maioria dos pacientes. Porém é preciso de um acompanhamento dos casos diagnosticados para que não haja o desencadeamento de outros sintomas e doenças como pneumonia, sinusite e otite”, explica Rodrigues.

Os principais fatores para o desenvolvimento da gripe e do resfriado são comuns e estão atrelados, em sua maioria, com as baixas temperaturas desta época do ano. Por conta disso devemos tomar cuidado com o próprio frio – um irritante natural das vias aéreas, com a redução da umidade relativa do ar e com as inversões térmicas -, responsável pelo maior acúmulo de poluentes na atmosfera.
Gripe
A gripe é uma doença altamente contagiosa que ataca as vias respiratórias como nariz, garganta e pulmões e é causada pelo vírus Influenza, que pode ser transmitido pelo ar por meio de gotículas de saliva. Para a prevenção da gripe, existem vacinas que são aplicadas anualmente, pois o vírus é mutante, aparecendo de forma diferente a cada ano. É possível preveni-la também melhorando as defesas do corpo, como evitando o tabagismo e mantendo uma boa alimentação.
Se contraída, para o seu tratamento existem antivirais específicos, além dos medicamentos para aliviar seus sintomas. Durante seu processo, a doença pode evoluir para sinusite e pneumonia. Os principais sintomas são: febre alta, dores musculares e articulares, dores de cabeça e tosse.
Resfriado
É uma infecção mais leve do que a da gripe e atinge as vias aéreas superiores como nariz e garganta. Não existe remédio para curá-la e nem vacinas para prevenção. Se não houver complicações, tende a evoluir bem em poucos dias. Os principais sintomas são: coriza, espirros e febre baixa. O tratamento é feito com repouso, bastante ingestão de líquido e boa alimentação. Se necessário, podem ser administrados analgésicos, antitérmicos e vitaminas, mas só depois de consulta médica.

1 comentários:

  1. Interessante esse post. Esclarecedor. Nessa estação é mesmo preciso cuidados especiais.

    Ótima quarta para você!

    ResponderExcluir