Pages

Ads 468x60px

.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

DEFININDO O PAPEL DO CASAMENTO e DEFININDO OS PAPÉIS NO CASAMENTO



II PARTE


II.           QUAL O PAPEL DE CADA CÔNJUGE NO CASAMENTO? 
OBS: Falaremos de “marido” e “esposa”, não de “homem” ou “mulher”, porque não queremos definir os papéis de cada um perante a sociedade, mas, apenas no casamento.
PAPEL DA ESPOSA – Nº 1
            Se um dos propósitos do casamento é tornar viável o cumprimento da missão da humanidade em relação à execução dos planos de Deus, e o lar é a “maquete” deste “plano”, o primeiro papel da esposa, consequentemente é o de auxiliadora do marido – Gênesis 2.18. Uma esposa que auxilia o marido torna-se uma coluna no lar, aquela pessoa onde, não apenas o marido, mas, toda a família pode apoiar-se. Ao contrário, uma esposa que não auxilia o marido, causa-lhe problemas, e muitas vezes o leva à ruína financeira, moral e espiritual.
PAPEL DO MARIDO – nº 1
            Neste aspecto, o papel do marido é o da liderança amorosa. Ser líder é ter iniciativa, é saber resolver, decidir, dizer sim ou não quando se fizer necessário. As decisões devem ser, preferencialmente, harmoniosas com a vontade da esposa. Quando o marido deixa de exercer a liderança no lar ele assume o risco de ver seu lar enfrentar problemas que certamente não enfrentaria se estivesse exercendo seu papel. Neste caso, em geral, a esposa assume este papel e fatalmente fica sobrecarregada, uma vez que o marido não fará o papel dela. Ou seja, ela terá que exercer os dois papéis. Como resultado, vemos muitas mulheres estressadas, enfrentando crises de depressão e muito vulneráveis a diversas complicações na saúde. 
PAPEL DA ESPOSA – Nº 2
            Se um dos propósitos de Deus ao instituir o matrimônio era a procriação, consequentemente o papel da esposa é o de ser a MÃE. E, ser mãe é um dom e uma função que só a mulher pode exercer. A ternura, o carinho, o afeto, a educação, o desenvolvimento do caráter, a atmosfera de piedade no lar, promovendo na casa a sensação de lugar de refúgio, são atribuições que são melhores desempenhadas pela esposa-mãe.
            A esposa que não assume o papel de mãe não sabe o valor que uma mãe representa na vida de uma pessoa e no lar. A mãe não pode delegar seu papel a terceiros.
PAPEL DO ESPOSO – Nº 2
            Neste aspecto, o papel do marido é o de pai e de provedor do lar. Cabe-lhe a divina missão de ser o exemplo para os seus filhos como alguém que providencia a alimentação e todas as soluções para os problemas que surgem diariamente. Cabe-lhe o dever, como pai, de proteger e de criar atmosfera de segurança para a família. Cabe-lhe o dever de ser o modelo de homem ideal, tanto no sentido de masculinidade como no sentido de autoridade, de atenção e responsabilidade.
PAPEL DA ESPOSA – Nº 3 - Em relação à sexualidade.
Cantares 4.12,15 - "Jardim fechado és tu, minha irmã, esposa minha, manancial fechado, fonte selada. És a fonte dos jardins, poço das águas vivas, que correm do Líbano!"
– Manancial fechado, fonte selada. (01).    Manancial – tem o sentido de a mulher exercer o papel de saciar a sede sexual do marido. A esposa não deve se negar a seu marido. (02).    Fonte selada– Significa que ela deve servir de fonte de prazer apenas para seu esposo – “O meu amado é meu, e eu sou dele” – Ct 2.16. (03).  - Fonte ou manancial - Também tem o sentido de renovação. A mulher deve ter criatividade no sentido de estar sempre se renovando para seu esposo. Ela não deve deixar a rotina exaurir o vigor sexual. A esposa precisa se preocupar com a aparência, com a higiene, com a provocação do desejo em seu marido... (ler Ct 3.6 – mulher perfumada, cheirosa).
PAPEL DO ESPOSO – Nº 3
Cantares 2.4-6 - Levou-me à casa do banquete, e o seu estandarte sobre mim era o amor.Sustentai-me com passas, confortai-me com maçãs, porque desfaleço de amor. A sua mão esquerda esteja debaixo da minha cabeça, e a sua mão direita me abrace".
 – Levou-me à sala do banquete / Sustentai-me com passas / Sua mão esquerda esteja debaixo... (01).    Levou-me à sala do banquete – Fala do dever do esposo de conduzir a esposa aos momentos de prazer. Para que a mulher chegue ao prazer ela precisa ser valorizada, honrada e apreciada. É dever do marido cuidar do bem estar físico e psicológico de sua esposa; (02).   Sustentai-me com passas – Fala do dever do marido de preservar o sabor do sexo no casamento. O esposo tem que se preocupar com a manutenção do romantismo, tal qual havia na época do namoro; (03).    Sua mão esquerda esteja debaixo... – Fala do dever do marido de tocar em sua esposa; de acariciar; de ser delicado no momento da relação sexual; das preliminares; do prazer de estar ao lado de sua esposa; de andar de mãos dadas; do beijo (ler Ct 1.2 e 4.11);
Conclusão: Se cada um exercer o seu papel com amor o amor nunca se esvairá e o casamento não será um fardo na vida de nenhum dos cônjuges. Antes, será um instrumento de aprimoramento da personalidade, do caráter, das habilidades e da espiritualidade.
AUTOR:Pb. Sandoval Juliano e Geusa Pereira

0 comentários:

Postar um comentário